Menu principal
Página inicial
Notícias
Galeria de fotos
Loja virtual
Fale conosco
Morro de São Paulo
A História
O que fazer de dia
Comércios e Serviços
Meio Ambiente
Eventos
Férias Bahia
Férias Brasil
Está na hora
Promoções
Apresentação
O que fazer a noite
Bairros
Como Chegar
Taxi Aereo
De Avião
De Catamarãs
Via Terrestre
Rotas rodoviárias
Transfer Terrestre
Hotéis e pousadas
Localização
Hospedagem
Escolha onde ficar
Melhores Hospedagens
Em destaque
Pacotes promocionais
Novidade
Promoções da Hora
Festival de primavera
English
Onde Comprar
Dica Info
Video
Informações em Espanhol
Espanhol
Italiano
Praias
Primeira Praia
Segunda Praia
Terceira Praia
Quarta Praia
Quinta Praia
Praia do Encanto
Praia Pequena
Praias próximas a vila
Prainha do Forte
Porto de Cima
Ponta da Pedra
Praias nas redondezas
Gamboa
Garapuá
Praia Argila Medicinal
Pratigi
Boipeba
Ponta do Curral
Ponta do Curral
O Que Fazer
Baleia Jubarte
City Tour
Trilhas de Aventura
Esportes náuticos
Ponta do Curral e Gamboa
Informações
Passeeios
Noite
Esporte & Lazer
Passeio de Barco a Vela
Aluguel de Caiaques
Passeio de Tirolesa
Passeio de Kite Surf
Passeio Pesca Esportiva
Mergulho com cilindro
Surf / Aulas de Surf
Passeio de Banana Boat
Notícia: Show Sucesso de Nando Reis
Passeio a Cavalo
Passeios e excursões
Passeio Volta a Ilha
Passeio Pirata do Morro
Passeio Garapuá em 4x4
Passeio Pancada Crande
Passeio de ultraleve
Caminhada Ecológica
Trilha Ecológica
Arte & Cultura
Atelier do Encanto
Feira de Artesanato
Artistas no Morro Online
Artesãos do Morro
Museus
Escritores
Religiosidade
Gente Daqui
Educação & Livros
Monumentos
Fortaleza
Forte
Farol
Fonte do Imperador
Igreja N.S da Luz
Casarão
Serviços Gerais
Telefones Úteis
Perguntas Frequentes
Tábua de Maré
Tô no Morro online
Companhias Aéreas
Entrevistas
Jornais
Online 24 Horas
Rodovias
Ondas
Empresas & Show Room
Rádio
Web Site
Site de Busca
Utilidade
Blogs
Embaixadas & Consulados
Delegacia de Polícia
Livro de Visita
Empregos
Profissionais
Governo
Modelos de Embarcações
Associações & ONGs no Morro
Achados & Perdidos em Morro
Registro de Domínios
Receitas
Humor
Prefeitura & Secretarias
Projetos Sociais
Mande sua História
Aeroportos Bahia e Brasil
Estéticas
Prestação de Serviços
Tatuagens
Lavanderias
Advocacias em Morro
Pet Shop
Telemensagens
Comidas Típicas
Bancos
Clima
Notícias Anteriores
Carnaval na Pousada
O Portal do Morro
Quem Somos
Anúncios grátis no Morro
Links
Sugestões & Reclamações
Agradecimentos aos Leitores
Classificados Grátis
Imóveis & Terrenos
Venda
Natureza
APA - Proteção Ambiental
Ecologia
Consciência Ambiental
Eco Turismo
Mangues
Saúde & Beleza
Clínicas
Odontologia
Atrações Próximas
As Praias da ilha
Cairú
Ilha de Boipeba
Valença
Nazaré
Ilha de Itaparica
Salvador
Roteiros do Morro
Restaurantes
Lua de Mel
Melhor Idade
Para Crianças
Mochileiros
Salvador da Bahia
História
Destinos
Hotéis
Pousadas
Albergues em Salvador
Igrejas e Capelas
Casas Noturnas
English
Brasil
Descobrimento do Brasil
Sobre o Brasil
Golfe no Brasil
Parques Nacionais
Esporte Radicais
Estradas
Estados com Site
Cidades do Brazil
Praias
Informações Governo
Educação
Arte no Morro Online
Fusos Horários
Hotéis
Fronteiras e Limites
Limites do Brasil
Turismo
Destinos Brasileiros
Glossário Turismo
Utilidades Publica
Cartões Postais
Agências de Notícias do Brasil
Amor & Amizade em Morro
Jogos Online em Morro
Arquitetura & Artes em Morro
Astrologia & Astronomia
Biblioteca
Carnaval
Carros & Motos
Cinema
Concursos
Cultura Diversos
Editoras
Esoterismo
Esportes
Futebol
Games
Imperdíveis
Informatica
Instituições
Internet
Livrarias & Livros
Mulher
Musicas & Letras
Navegando
Países
Personalidades & Pessoais
Politica & Partidos
Portais
Rádios
Revistas
Superinteresante
Parcerias
Comprar Fotos
Faça seu site
Viagem & Turismo
Dicas rápida como chegar
Melhores fotos do Morro
Não Perca Tempo
Reserve online: rápido e fácil.
Escolher sempre é bom
Relato de viagem: Indo para Morro de São Paulo
blog do Morro sp
Morro On Line - 4x4 - Passeios e expedições off-road
Universidades
Dicas e informações úteis
Hotéis e Pousadas em até 2X sem juros - Descontos imperdíveis à vista!
Programação copa 2014.
Reserve já seus passeios, pousadas, hotéis carnaval com antecedência.
Guia do Morro
Agências de Turismo
PORTAIS DE TURISMO
Cidades Turisticas
Hotéis Internacionais
SPAS
Hotéis em site
Empresas Aéreas
Cruzeiros
Locadoras tarifas
TRANSPORTE
PARQUES
MUSEUS
Escolas de Turismo
VARIEDADES
Guia Gigante - Hotéis e Pousadas Morro de
Morro de São Paulo - Bahia - Brasil
Turismo em Morro de São Paulo, Bahia Brasil Monumentos - Fortaleza
Monumentos

Fortaleza

                                           Morro de São Paulo

FORTALEZA DE MORRO DE SÃO PAULO

 

 

Vista da parte esquerda da fortaleza e da muralha

 

 

DENOMINAÇÃO FORTALEZA DE MORRO DE SÃO PAULO

CATEGORIA Arquitetura Militar

LOCALIZAÇÃO - Morro de São Paulo – BA

PROTEÇÃO EXISTENTE - Bem tombado

REGISTRO IPHAN - Tombado pela SPHAN sob o nº 46 do Livro de História, fl. 9, em 24/05/1939 e sob o nº 91 do Livro de Belas Artes, fl. 17, em 24/05/1936.

REGISTRO IPAC BR: 32201-1.1-F002

PERÍODO Início do século XVII

 

 

DESCRIÇÃO FÍSICA Conjunto de relevante interesse arquitetônico, conhecido como Fortaleza ou Presídio do Morro de São Paulo. O sistema é constituído por uma cortina poligonal com 678 m de extensão, disposta no rumo SW - NE, ao longo do canal de Tinharé. Na extremidade SW fica o Portaló, a entrada ao recinto fortificado. À sua frente existe um edifício abobadado, que servia de corpo de guarda, armazém de armamentos, tulha de farinha e cômodo dos oficiais.

Cerca de 157 m adiante, tendo ao meio uma guarita, encontra-se o Forte Velho, ou Bateria da Conceição, uma "flecha" com quatro torneiras e uma guarita. A meia encosta localizava-se a bateria de Santo Antônio. Seguindo a cortina, numa extensão de 263 m, onde se encontram dois grupos de torneiras, chega-se à

Fortaleza de São Paulo, ou da Ponta. Aí se conserva um quartel com placa de fundação, datada de 1730. A cavaleiro do Forte de São Paulo, no alto do morro,

ficava o Forte do Zimbeiro e, na meia encosta, na direção sul, flanqueando a Prainha, o Forte de São Luiz (No cume, onde hoje existe o farol, ficava a

primitiva capela, a casa do capelão, o paiol e um trecho de muralha, tudo destruído.

 

DESCRIÇÃO HISTÓRICA

1630 - São iniciadas as obras do Forte Velho, ou da Conceição, por ordem do Governador Diogo Luíz de Oliveira.

1652 - O forte já estava em funcionamento, sendo designado capitão. Em 1664, ganha guarnição fixa .

1728/32 - O Conde de Sabugosa manda construir o novo Forte da Ponta e cortina ao longo do canal.

1739 - O Vice-Rei André de Melo e Castro começa a construir um pano de muralha sobre o morro, para integrar o conjunto das fortificações, obras ainda em andamento em 1759.

1774 - Temporal destrói dois trechos da muralha do Forte da Ponta, que assim permanece até o final do século.

1779 - O Sargento-mor Domingos Álvares Branco Muniz Barreto assinala o estado de ruína das fortificações, com os redutos da Conceição, S. Luiz, Santo Antônio e Zimbeiro quase caídos. Constrói cortina no Forte da Ponta, recomenda a reedificação do presídio segundo a arte da castrametação e a volta da companhia de artilheiros.

1823 - Lord Cockrane estabelece ali a base da primeira esquadra nacional, donde saía para fustigar a frota lusa (2).

1859 - D. Pedro II visita a fortificação e povoado (5).

 

DADOS TIPOLÓGICOS

 

A Fortaleza do Morro de São Paulo cumpria duas funções. A primeira era a de proteger o canal de Tinharé, por onde escoava a produção de importantes

centros de abastecimento da capital, como as vilas de Cairu, Camamu, Boipeba e a atual Itacaré. Estas vilas, durante um século, sustentaram de farinha a guarnição

do forte. Ali também podiam refugiar-se corsários e barcos inimigos. Sua outra função era evitar que embarcações inimigas, provenientes do sul, pudessem

penetrar na chamada barra falsa da Baía de Todos os Santos, ganhando o canal de Itaparica e evitando, desta forma, o fogo do Forte de Santo Antônio, atual

Farol da Barra, em Salvador. Algumas de suas fortificações cumpriam claramente a dupla função de proteger o canal e atirar para o mar aberto, como os fortes de São Paulo e a Bateria do Zimbeiro, esta última situada a uma altura de cerca de 60 m. O Forte de São Luiz protegia em particular a Prainha, onde era fácil um desembarque inimigo. O conjunto de fortificações não foi edificado de uma só vez, senão em etapas, como está descrito na cronologia. A Fortaleza de Morro de São Paulo constitui o mais extenso sistema defensivo do Estado e, provavelmente, do País.

 

 

Ruínas da Fortaleza de São Paulo: construção do século XVII, de onde se pode observar os golfinhos no fim da tarde.

A região da Capitania de São Jorge dos Ilhéus denominada hoje de Costa do

Dendê, também conheceu um período de relativo progresso no período colonial,

destacando-se da então sede da capitania que até os meados do século XVIII

encontrava-se despovoada e em processo de declínio e abandono, como relata a

literatura de diversos viajantes que passaram pela região.

Um dos motivos desse progresso foram os constantes ataques indígenas às

vilas localizadas no espaço continental do território, fazendo com que as ilhas

fossem habitadas pela população que fugia dessas ofensivas.

Entretanto, apesar da região onde Morro de São Paulo está localizado ter

vivido um iminente progresso no século XVI; durante o século seguinte o povoado

viveu um processo de abandono, servindo de base para corsários, contrabandistas e

navios inimigos aportarem.

Diante dessa situação e reconhecendo sua importância geográfica, o

Governador Geral do Brasil Diogo Luís de Oliveira decidiu fortificar a vila para evitar

a baldeação de esquadras inimigas em seu território. Por volta da década de trinta

do século XVII inicia-se a construção de um ponto de defesa em Morro de São

Paulo, composto inicialmente pelo forte velho, que ganha sua primeira guarnição

fixa em 1664 :

A tão falada fortaleza que lhe coroa a lombada começou-se a construir em

1631, no tempo do governador Diogo Luiz de Oliveira que temia a

ocupação e fortificação do sítio pelos corsários, flamengos ou franceses,

que assustadoramente infeccionavam os nosso mares (...). Pelo que,

dirigindo-se em pessoas à Ilha de Tinharé, no ano de 30, e certificando-se

da magnífica posição estratégica do morro, convocou os oficiais das

câmaras das vilas de Camamu, Cairu e Boipeba, mostrando-lhes o perigo

que corriam as respectivas populações no caso dos inimigos se

apoderarem daquele porto. Indispensável era, para a segurança de todos,

elevar-se ali uma fortaleça e guarnecê-la. (CAMPOS, 1980, p.104)

Localizada no Morro de São Paulo, na ponta noroeste da Ilha de Tinharé, atual município de Cairú, no litoral do Estado da Bahia. A rigor, não se trata de uma única fortificação, mas sim de um conjunto de baterias e fortes, hoje em ruínas. O Morro de São Paulo foi o local inicialmente escolhido pelo castelhano Francisco Romero, representante do Donatário da Capitania de Ilhéus - Jorge de Figueiredo Correia -, para o seu estabelecimento (1536). Em pleno território dos índios Aimoré, razões estratégicas levam à transferência da sede da Capitania para São Jorge de Ilhéus. Os povoados de Vila Velha e posteriormente de Salvador, que historicamente concentraram os esforços colonizadores, diminuíram a importância social e econômica do Morro de São Paulo, que distante cerca de 54 Km ao sul de Salvador, em posição privilegiada pelo regime dos ventos e correntes marítimas, mantiveram-lhe o valor estratégico indiscutível no acesso à antiga Capital (a chamada barra falsa da Baía de Todos os Santos), enquanto predominou a navegação à vela. A Vila de Cairú e a povoação (velha) de Boipeba, representaram no século XVII, importante centro produtor de farinha de mandioca consumida pela cidade de Salvador, a quem salva, em 1638, durante o cerco do Conde Johan Maurits van Nassau-Siegen (1604-79), tendo chegado a produzir 1.200 alqueires/ano. Ali se localizavam também as serrarias e feitorias de madeiras nobres para a Coroa portuguesa, escoadas via marítima pelo canal do Morro de São Paulo. Esgotados os recursos naturais, o local entra em decadência a partir de meados do século XVIII. Durante a União Ibérica (1580-1640), são erguidas na Ilha de Tinharé duas fortificações, representadas em planta do Engenheiro Paulo Nunes Tinoco, que as atribui às ordens do governador e Capitão Geral do Estado do Brasil, Diogo Luiz de Oliveira (1626-35), dando-as como erguidas nos meses de setembro a novembro de 1631

 


© morrodesaopauloonline.com.br - 2017 - Todos os direitos reservados